A Polícia Judiciária, através da Diretoria de Centro, no seguimento de participação efetuada ao serviço de Piquete dando conta da circulação em Coimbra de uma viatura de matrícula estrangeira, na qual se faziam transportar dois cidadãos que abordaram, em circunstâncias percecionadas como estranhas, uma mulher e uma criança junto a um estabelecimento de ensino da cidade, desenvolveu diligências de investigação, através das quais não se confirmou a existência de qualquer ação ou intenção ilícita por parte dos visados, ambos estrangeiros.

A divulgação deturpada desta informação, através das redes sociais, gerou alguma intranquilidade na população da cidade de Coimbra e zonas limítrofes, levando a que os dois cidadãos, que se pretendem estabelecer em Coimbra, tivessem sido alvo de várias interpelações por parte de pessoas desconhecidas, vendo a sua liberdade de movimentos condicionada.

O inquérito foi remetido aos serviços do Ministério Público no DIAP de Coimbra, com proposta de arquivamento.

Imprimir