Os factos foram praticados contra agentes de autoridade, na comarca de Lisboa

Direção Nacional

A Polícia Judiciária, através da Diretoria de Lisboa e Vale do Tejo, em inquérito titulado pelo DIAP de Lisboa, procedeu à identificação e detenção fora de flagrante delito de três homens, portugueses, com 24, 22 e 21 anos de idade, por existirem fortes indícios da prática de crimes de homicídio qualificado e ofensa à integridade física qualificada, que vitimaram cinco agentes da Polícia de Segurança Pública, um dos quais, infelizmente, acabou por falecer, como consequência das agressões sofridas.

Os crimes ocorreram na madrugada do pretérito dia 19 de março, em zona de diversão noturna da cidade de Lisboa, com recurso ao uso de violência física.

As diligências entretanto efetuadas, permitiram reunir fortes indícios da autoria dos crimes praticados e sustentaram a emissão, pela Autoridade Judiciária competente, de mandados de detenção, fora de flagrante delito.

Foram realizadas buscas domiciliárias e não domiciliárias aos três arguidos, incidindo sobre as suas residências, viaturas e unidade militar.

Tais diligências investigatórias, de caráter urgente, realizadas ininterruptamente pela Polícia Judiciária, desde o momento da comunicação dos crimes graves em causa, contaram com o total empenho, colaboração e cooperação operacional da Polícia de Segurança Pública.

Os detidos serão presentes a primeiro interrogatório judicial, no Tribunal de Instrução Criminal de Lisboa.

A investigação prossegue com vista à eventual identificação de outros envolvidos e ao cabal esclarecimento dos factos.

 

Homicídio
Imprimir