Os factos foram praticados no concelho de Sintra

Direção Nacional

A Polícia Judiciária, através da Diretoria de Lisboa e Vale do Tejo, procedeu à identificação e detenção fora de flagrante delito de um homem, português, com 61 anos, por existirem fortes indícios da prática de mais de setecentos crimes de abuso sexual de crianças, na sua forma agravada.

A investigação apurou que o ora detido abusou, reiteradamente, de duas meninas, suas sobrinhas, entre os anos de 2007 a 2012 e 2015 a 2021, as quais, à data do início dos factos, tinham 7 e 8 anos, respetivamente.

O abusador sexual praticava os abusos na sua própria habitação, local frequentado pelas vítimas, aproveitando-se da dependência, da confiança e da proximidade que tinha com as mesmas, resultante dos laços familiares existentes.

O detido foi presente a primeiro interrogatório judicial, no Tribunal de Instrução Criminal de Sintra, tendo-lhe sido aplicada a medida de coação de prisão preventiva.

 

Crime sexual contra criança
Imprimir