Direção Nacional

A Polícia Judiciária, através do Departamento de Investigação Criminal de Aveiro, procedeu à identificação e detenção de um indivíduo, por se encontrar fortemente indiciado pela prática do crime de incêndio, ocorrido na tarde da passada terça-feira, dia 8 de março.

O indivíduo em questão, com 37 anos de idade, atuando num quadro de alguma perturbação psíquica, dada a total ausência de qualquer motivação racional para os seus atos, ateou fogo a um recipiente com solventes e tintas altamente inflamáveis que se encontrava no interior de uma unidade industrial de Metalomecânica, localizada em Aguada de Cima, concelho de Águeda.

O fogo, que atingiu de imediato enormes proporções, foi prontamente combatido por todos os funcionários presentes, já que a unidade se encontrava a laborar, sendo ainda combatido e extinto pelos Bombeiros que prontamente ocorreram ao local em face do imenso risco vivido. Saliente-se que a unidade fabril em causa possuía armazenadas relevantes quantidades de substâncias altamente inflamáveis que, se atingidas, teriam provocado consequências trágicas acrescido da circunstância da empresa contígua armazenar grandes quantidades de sobrantes florestais.

O detido, que é funcionário de uma outra unidade fabril localizada na mesma zona industrial, foi presente às Autoridades Judiciárias, na comarca de Aveiro, tendo-lhe sido aplicadas as medidas de coação de apresentações diárias e proibição de se aproximar do local dos factos.

 

Incêndio urbano
Imprimir