Direção Nacional

A Polícia Judiciária participou, através da Unidade de Informação Criminal e do Gabinete Nacional da Interpol, na detenção, no Peru, de um cidadão português, de 33 anos, procurado pelas autoridades judiciais portuguesas, desde 2012, para cumprimento da pena de nove anos de prisão pela prática de diversos crimes de furto qualificado.

A detenção ocorreu no âmbito do projeto “INTERPOL apoia EL PAcCTO”, uma iniciativa do acordo EL PAcCTO, coordenada pela OIPC – Interpol e financiada pela União Europeia, que se realizou entre 20 de Novembro de 2021 e 5 de Março de 2022 e contou com a participação de autoridades policiais da Argentina, Bolívia, Brasil, Colômbia, Costa Rica, Equador, Panamá, Peru, Espanha, França, Itália e Portugal.

O projeto realizou-se em duas fases. Na primeira dedicada partilha e à análise transnacional de informação relativa ao conjunto de objetivos definidos como prioritários em razão da violência e gravidade dos crimes cometidos, incluindo homicídios, raptos, tráfico de droga, branqueamento e violência sexual contra mulheres e, na segunda, com vista à localização e captura dos procurados.

Assim, entre 22 de Fevereiro e 5 de Março, a Interpol coordenou diversas reuniões de trabalho intensivas entre os serviços nacionais de aplicação da lei sul-americanos que, no final dos trabalhos, contou com a presença de investigadores europeus especializados na localização de fugitivos.

O EL PAcCTO é um programa de cooperação financiado pela União Europeia que procura reforçar as capacidades e facilitar a cooperação internacional. A parceria estabelecida com a INTERPOL visa criar e desenvolver um mecanismo permanente de contacto para a localização de pessoas procuradas pela justiça em toda a América Latina.

Lançadas pela primeira vez em 2018, as operações EL PAcCTO coordenadas pela Interpol permitiram localizar e deter 121 em três continentes, bem como a identificação de 28 locais de interesse investigatório.

 

Cooperação internacional
Imprimir