Direção Nacional

A Polícia Judiciária, na sequência do ataque informático hoje noticiado que afetou um operador de comunicações, iniciou desde logo uma investigação criminal tendo em vista o apuramento da autoria do crime e seus efeitos colaterais.

Em estreita articulação com a operadora de telecomunicações, a Polícia Judiciária está a envidar esforços na recolha de indícios e indicadores de compromisso que permitam avaliar e conhecer a origem, a extensão e motivação do ato criminoso.

Como tem vindo a ser noticiado, subsistem algumas dificuldades da operadora na prestação dos seus serviços, havendo ecos de alguns constrangimentos tanto no setor público como no privado. Da informação disponível, estas dificuldades estão unicamente relacionadas com esta situação concreta da operadora de telecomunicações e não com outros alvos ou ataques informáticos.

A dimensão global do ciberespaço tem potenciado o aumento deste tipo de ataques que, em regra, assumem uma dimensão internacional. A Polícia Judiciária desencadeou de imediato contacto com as suas congéneres, em sede de cooperação policial internacional, no intuito de recolher mais e melhor informação.

A Polícia Judiciária, no decorrer do seu dever de informar a opinião pública, irá prestar esclarecimentos na sua sede, hoje, a partir das 20:00.

 

Cibercrime
Imprimir