Relativamente ao aviso que tem vindo a ser divulgado na Internet sobre tatuagens e selos com desenhos de heróis infantis e alegadamente impregnados de LSD” a Polícia Judiciária” através da Direcção Central de Investigação de Tráfico de Estupefacientes” informa:

Compete legalmente à Polícia Judiciária a centralização” a actualização e o tratamento” a nível nacional” de toda a informação relativa ao tráfico de drogas ilícitas” recebendo” para isso” permanentemente” dados e notícias de todas as forças e serviços policiais nacionais e das suas congéneres estrangeiras.

Assim” pode referir-se não existir qualquer registo em Portugal relativo aos “selos” e às “tatuagens” referenciadas e” da mesma forma” nada consta sobre eles nos demais países da Europa.

Este tipo de “alertas” tem sido uma constante ao longo dos anos” sem se verificar qualquer veracidade nos factos ali apontados e” da mesma forma” sem se conhecerem as reais intenções de quem as emite.

Face à lógica comercial” inerente a toda a actividade relacionada com o tráfico de droga” não é compreensível” por não ser minimamente rentável” a distribuição” gratuita e camuflada” de produtos psicotrópicos a crianças.

A substância psicotrópica ora em causa” o L.S.D.” não provocará” tanto quanto se sabe” dependência física e a eventualidade da dependência psíquica ou habituação leva algum tempo a verificar-se” exigindo um consumo continuado e regular da droga” o que é incompatível com o método ora denunciado.

O preço desta droga é” ao nível do mercado ilícito” relativamente elevado” não se compreendendo” assim” a sua distribuição gratuita. Não existe” para além disso” em Portugal nenhuma Unidade Militar designada “17.º Batalhão da Polícia Militar”.

A Polícia Judiciária aconselha os eventuais interessados” e designadamente as famílias” a não se preocuparem excessivamente com esta situação nem a alarmar-se com a ameaça contida nas “difusões” ora em análise” mantendo” contudo e sempre” como habitualmente” especial atenção quanto à segurança e bem estar das crianças.

A Polícia Judiciária disponibiliza-se” para além disso” a prestar eventuais esclarecimentos complementares que sobre este assunto lhe venham” eventualmente” a ser colocados e agradece todas as informações complementares que” sobre o mesmo” lhe possam ser facultadas.

Contactos:

Direcção Central de Investigação de Tráfico de Estupefacientes

Av. Duque de Loulé” 39″ 1050-085 Lisboa
Telefone: 218 643 600
Fax: 213 141 540
E-mail: uncte@pj.pt