No mês de fevereiro celebra-se o Dia da Internet Mais Segura, uma iniciativa que procura contribuir para a criação de uma Internet melhor para todos, promovendo a sua utilização esclarecida, crítica e segura, quer pelas crianças e jovens, quer pelas famílias, trabalhadores e cidadãos em geral.

Este dia é atualmente comemorado em mais de 170 países.

A Polícia Judiciária ao associar-se ao dia como forma de prevenir, como é da sua  competência, está a contribuir para a promoção dos Direitos Humanos e do uso seguro da Internet.

A Internet tem sido incorporada ao quotidiano dos cidadãos de todas as idades e de diferentes níveis sócio-económicos. A rede criou novas e surpreendentes possibilidades para o internauta, permitindo-lhe comunicar, estudar, jogar, educar, relacionar-se com a comunidade e aceder a informações variadas com muita agilidade onde, por vezes, acabam por ser vítimas ou autores de ilícitos criminais.

A Internet é um espaço onde a vida acontece e onde os mais novos se podem confrontar no seu dia-a-dia, no retiro do seu quarto, com imagens, vídeos ou informação negativa para a qual não estão preparados. Importa, assim, como espaço público, promover não só o uso seguro da mesma para que tirem partido das suas potencialidades, como se garanta a proteção dos direitos de quem nela navega, e recomendar aos pais que se mantenham informados e falem com os seus filhos sobre essa realidade.

A Internet não pode ser identificada como um espaço sem lei e onde “tudo vale e ninguém me encontra”.

Sempre que presencie, na internet, algo que viole os Direitos Humanos, denuncie.

 

Para mais informações e esclarecimentos consulte

 

Centro Internet Segura

SeguraNet (centro de Sensibilização SeguraNet)

Página da Equipa de Recursos e Tecnologias Educativas

Safer Internet Day

Linha Internet Segura – 800 219 090