Alerta ao Cidadão – Situações de burla resultantes de aquisição de bens através da Internet

A Polícia Judiciária tem em curso diversas investigações relacionadas com situações de burla resultantes da aquisição de bens através da Internet.

Muitas dessas situações correspondem a aquisições de bens de valor elevado” como sejam” viaturas automóveis” obras de arte e de colecção” verificando-se que a maior parte dos sites onde aparecem as propostas de vendas se encontram domiciliados no estrangeiro” levantando acrescidas dificuldades na investigação e na identificação dos responsáveis.

Sabendo-se que as vendas através de lojas virtuais têm tendência a aumentar” até pelo que representam pela facilidade do acesso apenas a um terminal de computador” possibilitando a transacção de produtos nos sítios mais recônditos” a Polícia Judiciária” numa perspectiva preventiva” alerta para alguns cuidados que os compradores on line devem ter” sempre que recorram a esta actividade que envolve alguns riscos” desde logo;

– por não se ter um contacto pessoal com os promotores dos produtos
– e pelo facto de não poder ter uma observação in vivo desses mesmos produtos.

Nesse sentido alertamos os utilizadores para que respeitem as seguintes regras nas suas compras on line:

1 – LOJA SEGURA
Procure comprar em sites ou lojas virtuais seguras” certificadas” recomendadas ou conhecidas” de preferência que indiquem o seu objecto social e contactos” ou outros elementos que permitam verificar a idoneidade.

2 – NÃO CLIQUE” ESCREVA
Digite sempre o endereço para o site respectivo” assim evitando destinos falsos ou indesejáveis.

3 – DESCONFIE DE PECHINCHAS E DE FRETES GRÁTIS
Antes de comprar” informe-se sobre a garantia do produto” compare qualidade e preços” qual a moeda da operação” o valor da respectiva conversão cambial” assegurando-se de estar ou não ainda sujeito a impostos e a acréscimos de transporte.

4 – RESISTA A PRESSÕES DO VENDEDOR
Estes procuram fragilidades demonstradas pelos clientes” por exemplo” muito interesse no produto e urgência na obtenção. Nos leilões cuidado com licitações fictícias com objectivos inflacionários do preço e do número de interessados.

5 – NÃO SE AFASTE DO CANAL DE PROMOÇÃO INICIAL
Uma alegada proposta do vendedor propondo fazer uma transacção particular” fugindo à comissão da empresa gestora do site” acarreta riscos de fraude que devem ser considerados.

6 – GUARDE/ARQUIVE COORDENADAS
De todas as etapas do pedido” para poder reclamar se algo de errado acontecer ou mesmo se alguma promoção não for cumprida. Esses registos podem ser úteis no caso de falhas” de comprovação da encomenda ou fraude.

7 – USE PREFERENCIALMENTE CARTÃO DE CRÉDITO
Prefira pagar com este meio de pagamento” é mais fácil cancelar a compra e identificar o vendedor no caso de ter de recorrer aos tribunais. Evite o pagamento através de sistemas de remessa de dinheiro” de comprovativo meramente numérico e/ou que não obrigue à identificação do destinatário.

8 – REDUZA OS RISCOS DE FRAUDE
Tenha cuidado ao divulgar dados pessoais e de contas bancárias. Caso faça frequentes compras on-line” obtenha um cartão de crédito de valor limitado ou específico para a situação em concreto” ou use sistemas de NET/pagamento que limitam os riscos.

9 – CONFIRA
Quando a encomenda chegar confira se o produto corresponde” o valor cobrado e outros elementos que constem da aquisição (manual de instruções” certificado de garantia” … )