Alerta ao cidadão – Burla informática através de captura de credenciais de correio eletrónico

A Polícia Judiciária tem em curso diversas investigações relacionadas com situações de burla informática nas quais é ilicitamente usada a conta de correio eletrónico das próprias vítimas.

Verifica-se que num primeiro momento e sem que disso surjam alertas visíveis é ilicitamente conseguido o acesso à conta de correio eletrónico visada” assim como a toda a documentação aí arquivada (histórico de mensagens” agenda” documentação anexa” por exemplo).

A conta é posteriormente usada para contacto com a instituição bancária com que a vítima se relaciona” o que é depreendido a partir das mensagens arquivadas” no sentido de ordenar a transferência de património para contas diversas.

A ocorrência de novos crimes encontra-se normalmente associada a um uso indevido das tecnologias de informação.

Sendo diversas as fontes de recomendações para uma navegação segura na internet e correcta utilização de correio eletrónico” salientam-se os seguintes aspetos:

> Não devem ser aceites mensagens de correio eletrónico não solicitadas;

> Não devem ser aceites mensagens de correio eletrónico de remetentes desconhecidos;

> Recomenda-se que” mesmo no caso das mensagens de remetentes conhecidos” o seu teor deve ser lido de forma crítica” no sentido de confirmar que se trata de uma mensagem legítima;

> Não devem ser seguidas hiperligações (também designadas por ligações” hyperlinks ou links) sem confirmar o destino efetivo para que remete;

> Em caso de dúvida” sugere-se que se passe com o rato sobre a hiperligação e verificar atentamente” no canto inferior esquerdo do seu motor de pesquisa (browser)” qual o endereço para o qual será reencaminhado;

> A navegação na internet deve ter sempre presente a legitimidade das páginas consultadas;

> Nunca devem ser facultados dados pessoais ou senhas de acesso a espaços reservados” a não ser no próprio acesso a estes;

> Recomenda-se” finalmente” a instalação de programas antivírus e respetiva atualização regular.