Operação Lua Cheia – Polícia Judiciária e Guarda Nacional Republicana detêm traficantes de estupefacientes no BOOM Festival

A Polícia Judiciária, através da Diretoria do Centro, e a Guarda Nacional Republicana, sobretudo através do comando de Castelo Branco, desenvolveram uma operação conjunta denominada “Lua Cheia”, da qual resultou a identificação e detenção de 23 pessoas, a maioria de nacionalidade estrangeira estrangeiros, pela presumível autoria do crime de tráfico de estupefacientes.

As detenções, ocorreram no interior do recinto do BOOM Festival em Idanha-a-Nova, no âmbito do combate ao tráfico, entre outras, das chamadas drogas sintéticas ou drogas de desenho, habitualmente consumidas neste tipo de eventos.

Esta operação, desenvolvida em estreita articulação com os serviços do Ministério Público de Castelo Branco e com a colaboração operacional de várias valências, nomeadamente equipas de Investigação Criminal e do Destacamento de Intervenção da GNR e, ainda, com a presença no terreno de uma equipa do Laboratório de Polícia Científica da Polícia Judiciária, representou o culminar de uma investigação iniciada há  três meses, com a finalidade de sinalizar e neutralizar a ação de indivíduos que se deslocam até ao nosso país, com o único propósito de comercializar substancias proibidas.

Para além destas detenções, no decurso da operação “Lua Cheia” foram, no total, apreendidos, entre outros artigos e drogas ainda não identificadas, 900 doses individuais de liamba, 1800 de haxixe, 3650 de MDMA, 75 de cocaína, 1100 de anfetaminas, 1216 pastilhas de ecstasy, 801 microselos de LSD, 26 frascos de LSD em estado líquido, 40 gomas impregnadas com LSD, 216 gramas de cogumelos alucinogénios, 492 gramas de substâncias vegetais impregnadas com DMT, 130 gramas de Ketamina, 77 gramas de ópio, 47 micropontos de mescalina, 11 balanças de precisão, diverso equipamento informático, de som e imagem e cerca de 91.000 Euros em numerário.

Os agora detidos, com idades compreendidas entre os 22 e os 48 anos, foram presentes a primeiro interrogatório judicial, tendo 4 sido sujeitos à medida de coação de prisão preventiva e 1 proibido de voltar a entrar no recinto do BOOM Festival.

Os restantes 18 aguardam ainda a decisão quanto às medidas de coação.

Às 18H00, na Diretoria do Centro da Policia judiciária, serão dados esclarecimentos adicionais. [1]