- Polícia Judiciária - https://www.policiajudiciaria.pt -

Detido incendiário florestal

A Polícia Judiciária, através da Diretoria do Norte, com a colaboração da GNR de Arcozelo, identificou e deteve, fora de flagrante delito, o presumível autor de um incêndio florestal ocorrido no dia de ontem, em S. Félix da Marinha, Vila Nova de Gaia.

O fogo terá sido provocado com recurso a isqueiro, com intencionalidade de queimar sobrantes de limpeza de matos existentes num logradouro de uma residência unifamiliar.

O arguido havia sido contratado e pago pelo proprietário para proceder ao corte e remoção dos sobrantes. Aparentemente para não ter o trabalho da remoção, o suspeito terá ateado quatro ignições e, não obstante ter sido alertado por uma vizinha indignada, abandonou o local sem cuidar de vigiar o fogo que provocara, colocando ainda em perigo as duas habitações existentes na propriedade e outras confinantes.

A ignição consumiu uma área com cerca de 800 m2, só não assumindo outras proporções devida à pronta e eficiente intervenção dos Bombeiros de V.N. de Gaia e da Aguda.

O detido, de 71 anos de idade, jornaleiro, vai ser presente à competente autoridade judiciária para primeiro interrogatório judicial e aplicação das medidas de coação tidas por adequadas.