- Polícia Judiciária - https://www.policiajudiciaria.pt -

Detido autor de abuso sexual e pornografia infantil na Internet

Detido autor de abuso sexual e pornografia infantil na Internet

I A Polícia Judiciária” através da Direcção Central de Investigação da Corrupção e Criminalidade Económica e Financeira (DCICCEF)” na sequência de investigações relacionadas com pornografia infantil na Internet” deteve no dia de ontem” um indivíduo” médico” de 47 anos de idade” em relação ao qual se recolheram fortes indícios da prática reiterada de crimes de abuso sexual de crianças.O detido dedicava-se à exibição e cedência de fotografias de menores em actos sexuais e pornográficos” possuindo para tal milhares de fotografias armazenadas no seu computador” bem como vídeos e outros suportes informáticos sobre a mesma matéria e que lhe foram apreendidos.Os comportamentos desviantes manifestavam-se através dos canais de conversação (vulgo chats) na Internet” onde mantinha conversas obscenas com menores” passava pela fase do aliciamento económico” e até ao momento já foram identificadas algumas crianças com quem o arguido veio” em consequência” a manter contactos físicos.O detido foi presente hoje” à autoridade judiciária” na Comarca de Lisboa para primeiro interrogatório judicial e subsequente aplicação de medidas de coacção tidas por adequadas à situação.As investigações prosseguem. II Relacionado com a matéria e porque é no seio da família que se poderão detectar precocemente e prevenir com maior eficácia comportamentos de que as crianças possam ser vitimas no uso e através da Internet” a Policia Judiciária aconselha os pais e educadores para determinados princípios e regras a ter em conta: O Computador não é o único nem o melhor amigo do seu filho; Os “amigos” on-line são” na realidade” completamente estranhos;Com o computador ligado à Internet podem-se praticar crimes em qualquer local do globo” bastando que haja do outro lado outro computador;Depois do encontro virtual segue-se o encontro físico (a título de exemplo” o recente assassinato das duas jovens em Inglaterra” foi precedido de conversação em Chat);Seria desejável que os seus filhos lhe comunicassem qualquer mensagem recebida de cariz insinuante” obscena” agressiva ou que sugira fins menos lícitos;Estabeleça limites horários na utilização da Internet; o uso excessivo da Internet no período da noite é indício e potenciador do problema; Garanta que os menores não divulguem on-line informação pessoal que as possam por em risco no mundo off-line;A Internet mal utilizada é espaço privilegiado para ofertas enganosas e aliciamento encoberto; lembre-os de que o bom e o fácil raramente andam juntos;Em caso de suspeita salvaguarde todos os elementos relativos à proveniência e conteúdo dos contactos; Esclarece-se que a Polícia Judiciária” como legalmente lhe compete” está disponível em qualquer circunstância ou momento” para prevenir” investigar” acompanhar e encontrar o devido encaminhamento para situações deste tipo. 14 de Fevereiro de 2003